Nossa, é tanto ciclo fechando que parece que eu estou repetindo post por aqui. Mas juro que não.

No último sábado coordenei a montagem do meu último casamento. Não sei se último para sempre, mas por enquanto, encerramos esse ciclo.

Desde que eu comecei já tinha a ideia de que seria passageiro, de que eu não trabalharia com eventos para o resto da minha vida, mas eu curti cada momento, a evolução da equipe, da qualidade dos eventos, do detalhamento de projeto…

E, por bem dizer, foram os casamentos que me trouxeram para onde eu estou agora. Porque buscando trabalhar melhor eu resolvi entrar na faculdade de Artes Cênicas e de lá migrei para Arquitetura e na Arquitetura eu mudei de país para completar minha nova graduação. Mas sem os casamentos, eu não teria feito esse percurso.

O começo foi no final de 2008, sendo o meu primeiro casamento em 2009. E logo para começar eu consegui fazer 2 em um único final de semana. Nossa, uma correria! Eu sem experiência, equipe sem experiência, mas a gente tinha muita vontade de fazer dar certo e nós fizemos. Percalços e problemas, toda profissão tem. Acho que todos temos aqueles momentos em que queremos jogar tudo para o alto e desistir. Claro que eles existiram. Mas eu persisti, por 10 anos nesse mercado, na função de decoradora, mas também já fiz cerimonial e mais tantas outras coisas que precisamos fazer para que tudo aconteça e dê certo.

Então esse último sábado (8 de dezembro de 2018), foi de muita emoção, em vários sentidos. Primeiro porque eu não estava presente fisicamente, tive que coordenar tudo à distância. Minha equipe maravilhosa deu conta de tudo até mandou eu parar de ligar. Ouvi mensagem assim: “Lanna, vai descansar!”.

Ah, que orgulho!

Meu último casal foi super especial, foram ótimos durante todo o processo e cada reunião era a gente pelo menos mais uma hora no café só conversando.

Depois teve mais emoção porque foi o último, então foi um momento de reflexão para mim, sobre tudo que eu passei. Sobre minha evolução como profissional e como pessoa.

Mas, os casamentos me trouxeram mais que uma profissão, conheci pessoas incríveis, fiz amigos para a vida. Vide esse blog, Anna Deise foi uma das minhas primeiras noivas e hoje é amiga do coração e parceira, que eu não abandono de jeito nenhum. E muitas outras lindezas que ainda fazem minha vida um lugar de mais amor.

Acho que para mim esse é o ganho mais importante. Teve publicação em revista, viagem pro exterior pra comprar material, global casando, noivos voltando e pedindo para eu fazer festa do bebê e até mesmo decoração da casa nova… olha quanta coisa boa! Mas ainda assim, as pessoas são o que marcam a minha trajetória.

Mamãe nem preciso comentar, né? Apoiou desde quando era só uma ideia, comprou meu barulho e entrou na minha onda para trabalhar comigo. Muitas brigas, discussões, mas, sobretudo, muito amor. E nos últimos anos, eu nem precisava falar mais nada, ela só olhava pra mim e sabia o que eu queria.

As noivas e noivos, a equipe, as meninas que se foram, as que ficaram, as que estiveram comigo desde o primeiro até o último (alô, Marcela!), os parceiros de trabalho, fornecedores… nossa, tantas pessoas que ajudaram a tornar sonhos realidade!

Só tenho a agradecer aos céus a bênção que foi o meu trabalho, a minha escolha de mudar de profissão e a minha trajetória até aqui.

Encerro esse ciclo com orgulho, amor pela minha história e gratidão a todos que me deixaram fazer parte das suas histórias pessoais por um dia.

Bjk

Lanna

PS: A foto lá em cima não foi desse último casamento (08/12/18), porque na data em que estou escrevendo esse post ainda não recebi as fotos. Esse foi meu penúltimo casamento, o último que eu estive presente, em agosto de 2018, antes da minha viagem, no Hotel Copacabana Palace.

Pin It